terça-feira, 15 de janeiro de 2013

CBN toca 'lados B'. Mas só como trilha sonora


Foi o que a rádio CBN fez hoje. Nesta semana, a primeira edição do Jornal da CBN está exibindo por volta de 6:25 (ou um pouco depois) reportagens sobre mulheres que comentem crimes e que por isso são condenadas e presas. Nas reportagens, estão entrevistando presidiárias, que contam como elas se envolveram com o crime, muitas vezes como cúmplices de namorados e companheiros criminosos, algumas delas se tornando elas mesmas líderes de quadrilhas. Ontem entrevistaram uma ex-criminosa, que hoje trabalha no grupo cultural Afroreggae.

Hoje usaram como trilha sonora para a reportagem a música Sexo e dólares, do LP Kid (1989), do Kid Abelha.

Só assim mesmo para a CBN tocar 'lados B' do Kid Abelha ou de qualquer artista que seja. Nessa rádio que repete notícia, é proibido tocar música inteira. Já houve quem dissesse que a CBN toca no máximo 30 segundos ininterruptos de uma música, pra não ter que pagar direitos autorais. É o que fazem nos quadros musicais do CBN Total, à tarde, como Viva Música! e Sala de Música. Onde já se ouviu quadro jornalístico sobre música não tocar música inteira? Na CBN.

Haveria muitas oportunidades para a CBN tocar músicas inteiras, justificando a existência de várias FMs na rede. Além das reportagens e quadros jornalísticos, efemérides não faltam. Em grupos musicais, então, mais ainda. O Kid Abelha, por exemplo, tem as efemérides do grupo, da Paula Toller, do George Israel e do Bruno Fortunato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário