sábado, 20 de outubro de 2012

Bradesco Esportes leva a sério demais esse negócio de "AM no FM"

É a impressão que temos ao sintonizar a nova rádio bancária esportiva que veio de Petrópolis para o Rio de Janeiro, trazida pelo Grupo Bandeirantes e bancada pelo Bradesco.

A rádio Bradesco Esportes FM 91,1 leva a sério demais essa de fazer "AM no FM", não apenas pela grade de programação, com (boa) música apenas de madrugada, mas também pelo péssimo som. Não me refiro apenas à sintonia, porque só telefones celulares com FM sintonizam bem essa rádio, com dificuldades quase intransponíveis para outros receptores. Me refiro também ao som que é levado ao ar. Abafado e com agudo fraco. Parece som de fita cassete velha.

As outras "AMs do FM" tentam disfarçar a coisa, colocando som de FM, até mesmo usando e abusando de vinhetas espaciais estilo Jovem Pan. E mesmo assim essas outras rádios tem o mesmo som de fita cassete velha durante as jornadas esportivas. Já a Bradesco Esportes tem som de fita velha 24 horas por dia.

2 comentários:

  1. Eu nem tenho do que reclamar da programação da rádio. Por causa da equipe (especialmente o trio Garotinho, Gérson e Gilson Ricardo e também o Dé Aranha, que está mandando bem como comentarista) e da excelente programação musical de madrugada. Mas a qualidade do som realmente é de ruim pra péssima. Quando tem jogo, prefiro ouvir na Bandnews Fluminense, que tem um áudio infinitamente melhor.

    ResponderExcluir
  2. Aliás, temos aí outro problema: a Bradesco Esportes fazendo dupla transmissão FM+FM com a Band News Fluminense FM. A mesma partida simultaneamente nas duas rádios.

    ResponderExcluir